– Conars

RESOLUÇÕES DO CONARS

 Do professor Adair  , apresentadas  apresentadas  para  votação :

.1)- Que o  faixa marrom, a frente de uma  equipe vinculada, como instrutor, ou dependência supervisiona ,tanto ele como a equipe, desde que tenha ultrapassado 4 anos de federado, mesmo naõ tendo completado 2 anos de marrom, porem sendo conhecido o  trabalho que vem efetuando, possa ser admitido ao exame para faixa preta lisa ( lutador )  desde que indicado pelo seu professor .Aprovado por 7 x 0  ;

2) – Que os exames para faixa preta  , hoje realizados em separado pela Federação Mineira ( FMJ-J ) e Liga Brasileira (LBJ-J)  sejam  unificados ,em beneficio das duas entidades .Aprovado por 7 x 0 .

3) – Que  os examinados pela LBJ-J e elevados a faixa preta  até  18.12.2004 , domiciliados em Minas ,sejam reconhecidos pela  FMJ-J , participar dos seus torneios e campeonatos, bastando apresentar diploma e pagar a taxa de registro, desde que relacionado pela LBJ-J    Aprovado por 7 x 0 .

4) – A Presidência  da  FMJJ e da LBJ-J , juntamente , buscara consenso junto a CBJ-J ,para a autorga da faixa preta  em consonância das tres entidades . Aprovado por 7 x 0  ;

5)- O portador da carteira  da CBJ-J  e da CBJJ0 poderá se registrar na FMJ-J  para efeito de competição. Para  requerer  diploma   terá de apresentar  certificado daquela entidade legalizada ou se submeter a banca examinadora  da FMJ-J   . Aprovado por 7x 0 ;

6)- Apresentada pelo professor Rui  a necessidade de um encontro entre os faixas pretas para  um estudo mais  acurado  do   jiu-jitsu ,  ficou  entaõ determinado um encontro oficial no principio de fevereiro, entre todos os faixas pretas responsáveis por equipes e dependências , para  desenvolver oficinas de trabalho  com o intuito de reformular o estatuto e o Regimento Interno , após ouvidos e anotados  todos  e levado ao CONARS para esta reformulação em Assembléia  Geral Extraordinária ,  no fim do  mês de fevereiro .  Aprovado por 7 x 0.

7)- O pedido de redução maior na taxa  de renovação do alvará  para 2005  naõ foi  aprovada por 4 x 3  aceito , ficando com desconto de  10%  do atual .

RESOLUÇÕES DO CONARS- CONSELHO SUPERIOR E ARBITRAL DA FMJ-J EM 24 DE AGOSTO DE 2004

ATO PRESIDENCIAL 001/2004

Ref. PORTARIAS Nos. 001,002,/2004 O Presidente da Federação Mineira de Jiu-Jitsu, usando das suas atribuições resolveu editar o ATO PRESIDENCIAL 001/2004, contendo as Portarias 001,002/2004 com a finalidade de preencher lacunas no Regimento Interno da entidade.

PORTARIA NO.001/2004
Chave de consenso. Fica determinado que numa chave de consenso (competidores com idade, faixa e pesos diferentes), para efeito de premiação, os competidores receberão medalha de ouro, independente da sua classificação. Entretanto, não tem efeito para pontuação, nem para o resultado da luta.

PORTARIA No.002/2002
Medalhas para competidores infantis.
O competidor até a categoria infantil receberá medalha mesmo não estando entre os três primeiros colocados.